Análise: "Parlamentares parecem tentar acordo com ministros do STF"

Da Redação
Em São Paulo

Um ponto em comum entre Legislativo e Judiciário. Aumento de salário. O presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT-SP), colocou o assunto em pauta, e o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, defendeu nesta quinta-feira o reajuste nos salários dos ministros do STF dos atuais 24.500 reais para 25.725, ou seja, 5% de aumento.

Para Lucia Hippolito, colunista do UOL, a proposta mais parece uma tentativa de acordo entre o Legislativo e Judiciário, após uma série de divergências entre os poderes, como já ocorre entre parlamentares e o Poder Executivo. Veja a íntegra do comentário.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos