Metalúrgicos de São Paulo realizam segundo dia de paralisações

Vinicius Konchinski
Da Agência Brasil
Em São Paulo

O Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes promoveu hoje (9) novas manifestações em portas de indústrias de máquinas e de eletroeletrônicos. De acordo com a assessoria de imprensa da entidade, 4,1 mil trabalhadores participaram das paralisações, realizadas em nove empresas da capital paulista.

Os metalúrgicos reivindicam aumento de 11,1% nos salários da categoria a partir de 1° de novembro, além de outros benefícios. As paralisações, informou o sindicato, estão sendo promovidas devido a dificuldades na condução da negociação com as empresas do setor.

Ontem (8), os metalúrgicos já haviam realizado paralisações em 17 empresas. De acordo com o sindicato, 11 mil trabalhadores participaram das manifestações. Outras paralisações estão programadas para amanhã (10).

O Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos Eletrônicos e Similares do Estado de São Paulo (Sinaees) e Sindicato Nacional da Indústria de Máquinas (Sindimaq) divulgaram ontem (8) nota em que classificam as paralisações de "precipitadas". De acordo com os sindicatos patronais, "as negociações estão em pleno andamento" e uma nova reunião com os trabalhadores deve ser agendada para a próxima semana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos