Advogado de Cunha diz que vai recorrer da decisão do Conselho sobre cassação

Felipe Amorim

Do UOL, em Brasília

O advogado de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no Conselho de Ética, Marcelo Nobre, afirmou que vai recorrer da aprovação o parecer pela cassação do deputado à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara e classificou de "política" a decisão da comissão.

"A decisão foi política. Se fosse jurídica, não haveria a condenação", afirmou.

O defensor voltou a afirmar de que não há provas no processo de contas bancárias no exterior em nome de seu cliente. "Ser condenado sem provas é linchamento", disse.

A defesa sustenta que o dinheiro de Cunha no exterior está em nome de trusts, um tipo de investimento cujos bens são transferidos para a administração de terceiros e não precisariam ser declarados às autoridades brasileiras.

Nesta terça-feira (14), o Conselho de Ética aprovou por 11 votos a 9 o parecer do relator Marcos Rogério (DEM-RO) a favor da cassação do mandato de Cunha.

O relatório aprovado acusa o deputado de quebrar o decoro parlamentar ao com base no dispositivo do Código de Ética que pune a omissão de "informação relevante" sobre bens e patrimônio do parlamentar.

Cunha é acusado de ter mentido agrave; CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Petrobras, em março de 2015, quando afirmou "não possuir qualquer tipo de conta" além das declaradas em seu imposto de renda. Posteriormente, veio a público sua ligação com contas na Suíça.

EDUARDO CUNHA NEGA CONTA NA SUÍÇA E REPETE: ELE TEM UM TRUST

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos