Grupo protesta contra Temer em SP e critica deputados que rejeitaram denúncia

Do UOL, em São Paulo

  • Felipe Rau/Estadão Conteúdo

    Arquivamento da denúncia contra Michel Temer (PMDB) é uma das principais críticas de protesto

    Arquivamento da denúncia contra Michel Temer (PMDB) é uma das principais críticas de protesto

A avenida Paulista foi palco de mais um protesto contra o governo de Michel Temer (PMDB) na tarde deste domingo (6). O Movimento Quero um Brasil Ético, liderado por juristas, organizou um ato em que questionou o arquivamento da denúncia do presidente pela Câmara e criticou deputados que livraram o peemedebista do processo.

A manifestação convocada via redes sociais tem como ponto de encontro a esquina da avenida Paulista com a alameda Ministro Rocha Azevedo. Como a avenida Paulista é tradicionalmente fechada para carros aos domingos, não houve interdições pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

O grupo já havia feito ato na mesma avenida no último domingo. Desta vez, o movimento levou cartazes com fotos de Michel Temer e outros acusados de corrupção. O principal cartaz dizia: "Fora Temer! Fora Lula! Fora Aécio! Fora todos os corruptos!". 

Felipe Rau/Estadão Conteúdo
Protesto na avenida Paulista pede saída de "todos os corruptos"

Nos cartazes também havia rostos de deputados que votaram pelo arquivamento da investigação da Procuradoria-Geral da República contra o presidente. Na última quarta-feira, a Câmara dos Deputados conseguiu livrar Temer do processo que seria enviado ao STF (Superior Tribunal Federal).

O ato da última semana do grupo contou com as presenças dos juristas Modesto Carvalhosa e Hélio Bicudo, este último um dos autores do pedido de impeachment de Dilma Rousseff (PT). O movimento foi formado pelas redes sociais em apoio à Operação Lava Jato e à reforma política no país.

Nas redes sociais, o evento destinado ao ato aponta três pautas: "Fora Temer, fora Lula, fora Aécio, fora todos os corruptos!", pela candidatura da sociedade civil em caso de eleições indiretas e pelo fim financiamento público nas campanhas eleitorais. 

A adesão no ato da última semana e deste domingo é baixa. Não há uma estimativa de público do protesto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos