PUBLICIDADE
Topo

Política

Com 11 viagens em agosto, Doria confirma mais 96 convites para homenagens pelo país

O prefeito de São Paulo, João Doria, em agenda pública no sábado (26) - Eduardo Carmim/Estadão Conteúdo
O prefeito de São Paulo, João Doria, em agenda pública no sábado (26) Imagem: Eduardo Carmim/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

31/08/2017 20h11

Após viajar para 11 municípios brasileiros em agosto para participar de homenagens, encontros e entrevistas, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou ter recebido mais 96 convites.

A informação foi dada durante entrevista ao programa Amaury Jr., da RedeTV!, exibido na madrugada desta quinta (31).

Doria se defendeu das críticas e disse que consegue administrar a capital a distância com a ajuda da tecnologia. “Você pode perguntar para qualquer CEO se ele deixa de viajar por ter que administrar uma companhia. Ele vai dizer que não. Pelo celular, a gente consegue monitorar todas as ações”, afirmou.

As viagens do prefeito têm sido alvo de críticas e até de denúncia no Ministério Público, ao mesmo tempo em que são vistas como uma ação para alavancar seu nome a uma possível candidatura à Presidência da República.

Sem dizer quais serão os próximos destinos, Doria disse aceitar os convites “por ser educado” e que a prática de viajar para receber homenagens vem desde a época em que ele era apenas empresário.

O tucano afirmou ainda que as viagens são feitas em avião ou helicópteros próprios, e que não há uso de dinheiro público nos deslocamentos.

Agenda

Nesta quinta, Doria esteve em Campina Grande (PB) para receber o título de “Cidadão Campinense”, participar de encontros com empresários e também dar entrevistas à imprensa.

Em seguida, pela agenda divulgada pela prefeitura, o político embarcaria para Paris, onde participará de um encontro com o presidente francês Emmanuel Macron.

No último dia 23, Doria esteve em Vitória e em Vila Velha, no Espírito Santo, para encontros políticos, entrevistas e homenagem com título de cidadão honorário. No dia 19, em Barretos, Doria cometeu uma gafe ao “desafiar” os organizadores do rodeio a fazer evento semelhante na capital. Por lei, os rodeios são proibidos em São Paulo.

Doria ainda visitou Fortaleza e Recife no dia 18, esteve em Natal no dia 16 e em Palmas no dia 14, e participou de evento empresarial em Santo André, na Grande SP, no dia 9.

No dia 7 de agosto, em, Salvador, após receber o título de cidadão soteropolitano na Câmara de Vereadores, Doria foi alvo de protesto e de ovada, e atribuiu o ataque aos opositores.

A agenda de viagens em agosto começou no dia 3, com uma homenagem feita por instituições empresariais em Curitiba (PR), onde também atendeu a imprensa.

Política