PUBLICIDADE
Topo

Política

Bolsonaro recebe alta da UTI, faz caminhadas, mas segue sem receber visitas

Após 9 horas, cirurgia de Jair Bolsonaro para retirar bolsa termina com êxito, diz planalto - Reprodução
Após 9 horas, cirurgia de Jair Bolsonaro para retirar bolsa termina com êxito, diz planalto Imagem: Reprodução

Eduardo Lucizano e Leonardo Martins

Do UOL, em São Paulo

30/01/2019 17h40

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) recebeu alta da UTI na manhã desta quarta-feira (30) e segue se recuperando bem da cirurgia, sem sangramentos, disfunções orgânicas, febre ou outros sinais de infecção. O hospital Albert Einstein, onde ele segue internado, divulgou o boletim médico no final desta tarde. 

Bolsonaro fez uma cirurgia de sete horas na segunda (28) para retirar a bolsa de colostomia que ele usava desde setembro passado, quando foi esfaqueado durante ato eleitoral em Juiz de Fora (MG). 

 O presidente também reassumiu suas funções como presidente nesta quarta-feira, despachando em um gabinete improvisado nas dependências do hospital. O planalto estava sob comando do vice, Hamilton Mourão (PRTB), desde segunda. 

aparelho bolsonaro - Presidência da República - Presidência da República
Aparelho que o presidente Jair Bolsonaro está usando pra se exercitar no hospital, em SP
Imagem: Presidência da República

Ainda segundo o boletim, o presidente continua em jejum via oral e recebendo pela veia os nutrientes necessários para recuperação. Bolsonaro também realizou exercícios de fisioterapia respiratória e motora e caminhou pelo corredor do hospital, e segue sem receber visitas. 

Os doutores Antônio Luiz Macedo, cirurgião, Leandro Echenique, clínico e cardiologista, e Miguel Cendoroglo, diretor do hospital, assinaram o documento.

Despachos serão realizados por videoconferência

Otávio do Rêgo Barros, porta-voz do Palácio do Planalto, afirmou em entrevista coletiva realizada nesta quarta que Bolsonaro precisa descansar um pouco mais, por isso não despachou hoje, mas que os despachos deverão ser realizados por videoconferência. 

"Encontra-se em recuperação plena, mas precisa manter-se descansando um pouco mais, há a possibilidade de despachos por videoconferência e definirá as diretrizes que devem ser esboçadas a eles sobre Brumadinho". E endossou que "as visitas não acontecerão pessoalmente, somente por audioconferência ou videoconferência".

O porta-voz disse que o presidente realizou caminhadas mais longas, de cerca de 100 metros, apoiado em equipamentos de suporte, mas que também reclamou de dores. 

"Estive com o presidente, fez caminhada mais longa, de 100 metros, apoiado em equipamentos de suporte. À tarde fez caminhada de 40 metros e exercitou-se com a bicicleta ergométrica colocada na parte inferior da cama. Ele vem reclamando de dor, que os médicos relataram ser natural, e está sendo medicado". 

Política