PUBLICIDADE
Topo

Política

Maia culpa cerimonial por ausência em evento com Bolsonaro

Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados - Myke Sena/estadão Conteúdo
Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados Imagem: Myke Sena/estadão Conteúdo

Guilherme Mazieiro

Do UOL, em Brasília

28/03/2019 14h25

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), atribuiu ao cerimonial da Casa sua ausência em um evento do STM (Superior Tribunal Militar) hoje. O ato homenageou autoridades, entre elas o presidente Jair Bolsonaro (PSL), com quem Maia troca declarações duras nos últimos dias.

Segundo a assessoria de imprensa do deputado, o evento não estava na agenda dele porque o cerimonial da Câmara não informou sobre ele.

Presente ao evento, Bolsonaro disse que os conflitos com Maia não passaram de "chuva de verão" e mandou "um abraço" ao deputado.

"Para mim, isso foi uma chuva de verão. O sol está lindo e o Brasil está acima de nós. [...] Da minha parte não tem problema nenhum. Vamos em frente. [...] Página virada. Um abraço para o Rodrigo Maia ", declarou Bolsonaro.

Os dois têm batido boca pela imprensa em meio à crise sobre a articulação política em torno da reforma da Previdência.

Maia, assim como o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e o ministro Sérgio Moro (Justiça) foram convidados a receber a honraria.

Com exceção do presidente da Câmara, as demais autoridades estiveram no evento.

Segundo a assessoria do STM, Maia foi a convidado a receber a medalha pelo terceiro ano consecutivo. Ele não compareceu em nenhuma das vezes.

A cerimônia celebrou os 211 anos da Justiça Militar da União. Os homenageados receberam a Ordem do Mérito Judiciário Militar, a qual reconhece pessoas que prestaram serviços à Justiça Militar.

Política