Topo

Bolsonaro cita Israel como exemplo e diz que falta fé ao Brasil

Gabriel Sabóia

Do UOL, no Rio

2019-04-11T15:02:20

11/04/2019 15h02

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou hoje que tem o compromisso de "buscar que o Brasil seja, à frente, o que é Israel hoje em dia". Durante encontro com pastores evangélicos, no Rio de Janeiro, Bolsonaro reforçou que o Israel tem o direito de escolher a sua própria capital sem influências externas. O presidente também afirmou que "falta fé ao povo brasileiro".

Bolsonaro citou a escassez de recursos encontrada em Israel para justificar o porquê de ter o país como exemplo a ser seguido. "Meu compromisso é buscar que o nosso país seja, à frente, o que é Israel hoje em dia. Eles não têm biodiversidade, terras férteis ou recursos naturais. Olha o que eles não têm e o que são. Olha o que nós temos e não somos. Nos falta fé. Falta gente que sirva de exemplo para os demais", afirmou.

O almoço com representantes do Cimeb (Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil) reuniu nomes conhecidos da Igreja Evangélica, como os pastores Silas Malafaia e Magno Malta, e também políticos como o presidente do Senado David Alcolumbre (DEM), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), e o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli.

No campo político, Bolsonaro afirmou que cabe ao povo israelense a escolha da sua capital. Sem citar a implantação de um escritório de negócios em Jerusalém, ele afirmou que o Brasil está comprometido em dar ao estado de Israel a escolha da sua capital.

"Passamos a votar com os Estados Unidos e Israel, estive há poucas semanas em Israel. Fui muito bem recebido, fui ao Muro das Lamentações, fui mais uma vez ao museu do Holocausto. Como eles [o povo israelense] dizem, 'podemos perdoar, mas não podemos jamais esquecer'", concluiu.