Topo

Frota diz que, se depender dele, multa por falta de cadeirinha será mantida

Fátima Meira/Estadão Conteúdo
Deputado diz que é contra projeto de lei do governo Imagem: Fátima Meira/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

2019-06-08T08:07:52

08/06/2019 08h07

O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) afirmou nesta manhã, por meio de rede social, que não apoiará o projeto que flexibiliza a punição para motoristas que conduzirem seus veículos sem o assento apropriado, as chamadas "cadeirinhas".

"Projeto tira multa de motorista com criança sem cadeirinha, mas mantém perda de pontos. Se depender de mim esse projeto da cadeirinha não passa na Câmara", escreveu o vice-líder do partido do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na Câmara, no Twitter.

O projeto de lei que sugere a alterações na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) foi entregue pelo presidente Bolsonaro ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na última terça-feira (4).

Além da retirada da multa para motoristas com crianças que não estão na cadeirinha, o projeto sugere aumentar o limite de pontos para cassação da CNH, de 20 para 40, e ampliar de 5 para 10 anos o prazo de validade da carteira, entre outras propostas.

As mudanças, porém, devem enfrentar resistência no Senado, segundo noticiou hoje a colunista Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo.

Mais Política