PUBLICIDADE
Topo

Após reunião, prefeito de Miami se diz impressionado com Eduardo Bolsonaro

Eduardo Bolsonaro - Pedro Ladeira/Folhapress
Eduardo Bolsonaro Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Luciana Amaral

Do UOL, em Brasília

15/08/2019 12h02

Após reunião no Palácio do Planalto hoje pela manhã, o prefeito de Miami, Francis Suarez, se disse impressionado com o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). O presidente Jair Bolsonaro (PSL), pai de Eduardo, e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, também estiveram presentes.

Eduardo foi escolhido pelo presidente para ser embaixador do Brasil nos Estados Unidos. A indicação ainda será oficialmente encaminhada ao Senado Federal, onde precisa ter o nome aprovado. Por enquanto, o governo não conta com a garantia de votos favoráveis suficientes.

"Conversamos muito brevemente sobre o assunto. Obviamente, os Estados Unidos vão recepcionar quem quer que seja que o governo brasileiro escolher como seu embaixador. Discutimos assuntos [com Eduardo Bolsonaro] em três línguas. Em português, espanhol e inglês. Foi uma interessante e imediata conexão, porque temos por volta da mesma idade", afirmou.

Indagado sobre sua impressão pessoal de Eduardo Bolsonaro, Suarez disse ter ficado "muito impressionado por sua postura, por sua habilidade de discutir questões em múltiplas línguas e foi uma conexão imediata entre todos nós".

O encontro durou cerca de 30 minutos. Segundo Suarez, ele e o presidente Jair Bolsonaro discutiram projetos e compartilharam o sentimento negativo quanto aos efeitos do comunismo.

"Em Miami estamos traumatizados pelo comunismo, porque muitos de nossos residentes são de origem cubana ou venezuelana. É algo sobre o qual conversamos. Há um entendimento mútuo, há um vínculo de que o comunismo infelizmente só entregou a promessa de miséria para todos", falou.

Suarez informou que hoje há 300 mil brasileiros morando no condado de Miami-Dade, onde se localiza a cidade de Miami, e um milhão de brasileiros visitam o estado da Flórida todo ano.

O prefeito disse ser a primeira vez que visitou o Brasil e se sentiu como desperto de um sonho por perceber conexões com o país. Ele afirmou que "todas as pessoas que conheceu nessa última semana têm algum profundo vínculo com Miami". Por exemplo, são donas de imóveis na cidade, viajam com frequência para lá ou conhecem alguém em comum.

Ele também passou por São Paulo e pelo Rio de Janeiro, onde se encontrou com os governadores João Doria (PSDB) e Wilson Witzel (PSC), respectivamente.

Errata: o texto foi atualizado
Uma versão anterior deste texto afirmava incorretamente no 9° parágrafo que João Dória e Wilson Witzel são prefeitos e não governadores. A informação já foi corrigida.

Política