Topo

Bolsonaro se reúne com Toffoli, Moraes e Gilmar no Planalto

Adriano Machado/Reuters
Imagem: Adriano Machado/Reuters

Luciana Amaral

Do UOL, em Brasília

16/10/2019 17h47Atualizada em 16/10/2019 20h13

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) se reuniu hoje com três dos 11 ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). No Palácio do Planalto, foram recebidos o presidente da Corte, Dias Toffoli, e os ministros Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes.

Toffoli e Moraes participaram juntos de audiência com Bolsonaro por 15 minutos e depois compareceram à solenidade em que Bolsonaro assinou Medida Provisória Contribuinte Legal, às 10h15. Gilmar chegou ao gabinete de Bolsonaro às 11h e lá permaneceu durante 25 minutos, segundo agenda oficial do presidente da República divulgada.

Ao longo do dia, Bolsonaro recebeu ministros de Estado e participou de cerimônia fechada para o retorno da emissão de carteirinhas de identificação militar a quem está na reserva.

O encontro com os ministros do Supremo acontece um dia antes do início da votação na Corte sobre a prisão em segunda instância. A previsão de Toffoli é que amanhã eles se foquem nas sustentações orais e o julgamento seja retomado em 23 de outubro.

Questionado sobre os encontros, o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, afirmou que Bolsonaro não comentará os assuntos tratados com os ministros do Supremo.

Indagado sobre o motivo de não revelar o conteúdo da agenda com os ministros, Rêgo Barros alegou ser uma "decisão pessoal, de foro íntimo" de Bolsonaro e que as audiências foram "republicanas". Ele ainda afirmou não haver "ligação de causa e efeito" dos encontros com o julgamento do STF sobre a prisão em segunda instância.

Ouça o podcast Baixo Clero (https://noticias.uol.com.br/podcast/baixo-clero/), com análises políticas de blogueiros do UOL.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

STF e Câmara discutem prisão após 2ª instância

Band Notí­cias

Política