Topo

Joice assume liderança do PSL na Câmara após punições a "infiéis"

Para que a deputada assuma, porém, o PSL ainda precisa formalizar à Câmara o afastamento dos deputados suspensos - Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Para que a deputada assuma, porém, o PSL ainda precisa formalizar à Câmara o afastamento dos deputados suspensos Imagem: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Guilherme Mazieiro

Do UOL, em Brasília

03/12/2019 18h04

Após dois meses de brigas internas e com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o PSL deve ter nova liderança na Câmara. A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) deverá assumir o posto nos próximos dias.

Isso porque a Executiva do partido suspendeu 14 parlamentares de atividades partidárias. Com isso, os deputados pró Luciano Bivar (PSL-PE) têm maioria para protocolar uma nova lista e substituir o lugar de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que foi um dos punidos.

"Agora, temos uma situação democrática dentro do partido. Quem cometeu excessos foi punido e o nome da Joice, que é excelente, foi aclamado pela maioria", disse o deputado Coronel Tadeu (PSL-SP).

Para Joice assumir, o PSL precisa formalizar à Câmara o afastamento dos deputados suspensos. Com isso, protocolar uma nova lista assinada pelos deputados regulares em apoio à troca da liderança. Esse trâmite deve acontecer ainda esta semana.

Joice perdeu protagonismo há cerca de um mês, quando foi contra a nomeação de Eduardo Bolsonaro para liderança. Ela foi destituída da liderança do governo no Congresso, cuja prerrogativa de indicar cabe ao presidente da República.

A decisão foi tomada hoje pela maioria dos parlamentares pró-Bivar. Disputavam a liderança o deputado Marcelo Freitas (PSL-MG) e Felício Laterça (PSL-RJ), mas chegaram a um acordo e retiraram seus nomes. A atividade de Joice à frente da bancada até junho de 2020, quando Laterça assumirá a liderança.

O racha público no PSL se estende desde outubro, quando Jair Bolsonaro pediu para um apoiador se afastar do presidente da sigla, Luciano Bivar (PE). Bivar é suspeito de participar de um esquema de candidaturas laranjas na eleição passada.

Joice deixará a liderança, em junho, para se dedicar à corrida pela prefeitura de São Paulo.

Política