PUBLICIDADE
Topo

Carlos compartilha vídeo que acusa Witzel de forjar prova contra Bolsonaro

18.mar.2019 - O  vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente da Republica, Carlos Bolsonaro - Dida Sampaio / AE
18.mar.2019 - O vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente da Republica, Carlos Bolsonaro Imagem: Dida Sampaio / AE

Do UOL, em São Paulo

14/12/2019 08h59

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) publicou um vídeo do deputado federal Otoni de Paula Júnior (PSC-RJ) acusando o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), de usar a Polícia Civil para forjar um diálogo entre milicianos para envolver a família Bolsonaro no caso do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ).

No vídeo, o deputado disse que a informação foi passada a ele por uma "fonte muito séria". "O governo do Wilson Witzel está colocando a máquina do Estado para forjar provas que envolvam a família do presidente no caso Marielle", diz o parlamentar num trecho da gravação.

"Eles estão armando conversas de milicianos para incriminar a família do presidente. Só que na verdade não tem conversa nenhuma. A conversa é totalmente montada", acrescenta.

Ontem, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), sem ser questionado, voltou a tratar de investigações sobre o assassinato de Marielle."No caso Marielle, outras acusações virão. Armações, vocês sabem de quem", disse.

Em novembro, Bolsonaro acusou Witzel de manipular as investigações do caso Marielle. No mesmo dia, o governador afirmou que pretendia processar o presidente pelas acusações.

"São acusações levianas. Ele está acusando um governador de estado de manipulação. A polícia do Rio de Janeiro é independente", disse Witzel. O UOL procurou a assessoria do governador e aguarda retorno.

Política