PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Doria lamenta demissão de Mandetta: 'Grande perda para o Brasil'

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), durante coletiva sobre o combate ao coronavírus - MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDO
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), durante coletiva sobre o combate ao coronavírus Imagem: MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

16/04/2020 17h01

Governador de São Paulo, João Doria (PSDB), lamentou hoje a demissão de Luiz Henrique Mandetta do ministério da saúde. Em sua conta oficial no Twitter, o político tucano disse que a troca é uma "perda para o Brasil" e desejou boa sorte ao substituto, Nelson Teich.

"A saída do Luiz Henrique Mandetta é uma perda para o Brasil. Agradeço o apoio e contribuição com o Estado de São Paulo no combate à pandemia. Desejo êxito ao novo Ministro da Saúde, Nelson Teich, e espero que siga procedimentos técnicos e atenda às recomendações da OMS", postou.

Ontem, o governador de São Paulo já havia se posicionado sobre a possível saída de Mandetta e afirmou que, se confirmada, a troca seria um "desastre" e "risco à saúde".

"Seria um desastre se tivermos a saída do Mandetta e também dos seus secretários. O ministro, os secretários e o ministério têm mostrado bom trabalho, respeito à ciência e à saúde", afirmou em entrevista coletiva. "Se houver a saída dele e de membros da equipe, entendo como desastre e risco à saúde pública do país. Corre o risco de não termos uma orientação técnica, mas sim política e ideológica."

Doria tem sido um dos principais adversários do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na forma de tratar a crise. O governador de São Paulo defende o isolamento social mais rígido, enquanto Bolsonaro já se mostrou favorável a flexibilizar as medidas para retomar a atividade econômica.

O secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann, lamentou a saída também e ressaltou a colaboração que sempre houve com o Ministério da Saúde durante a gestão de Mandetta. Ele classificou a demissão como um erro estratégico em plena pandemia.

Demissão de Mandetta

Luiz Henrique Mandetta anunciou hoje pelas redes sociais que foi demitido do cargo de ministro da Saúde após uma série de embates com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A saída foi comunicada em uma breve reunião entre os dois no Palácio do Planalto, nesta tarde.

O próprio Mandetta confirmou em troca de mensagens com a jornalista Andréia Sadi, da Globo News, que seu substituto como titular da pasta será o oncologista Nelson Luiz Sperle Teich, que pela manhã teve uma reunião com Bolsonaro e outros ministros do governo.

Coronavírus