PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Bolsonaro quer levar todos nós para o precipício, diz Witzel

Reprodução/TV Globo
Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

12/05/2020 11h57

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), criticou novamente a postura do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) diante da pandemia do novo coronavírus.

Desta vez, o governador afirmou que Bolsonaro "caminha para o precipício e quer levar com ele todos nós".

Witzel falou ainda que o decreto do governo, que incluiu academias de ginástica, salões de beleza e barbearias entre os serviços considerados essenciais, é uma "irresponsabilidade", anunciando que nenhuma restrição será flexibilizada no estado.

Ao rejeitar a abertura do comércio, Witzel segue as decisões de outros governadores que já resolveram "ignorar" a medida.

Coronavírus no Rio

O Rio de Janeiro é o segundo estado do país com maior número de casos de coronavírus, atrás apenas de São Paulo.

Até o momento, a Secretaria de Estado de Saúde informou que o Rio tem 17.939 casos confirmados e 1.770 óbitos por coronavírus.

Há ainda, segundo o governo estadual, 849 óbitos em investigação. Até o momento, entre os casos confirmados, 11.654 pacientes se recuperaram da doença.

A capital (10.619 casos) lidera o ranking de pessoas contaminadas no estado, seguido de Duque de Caxias (796) e Niterói (779).

Coronavírus