PUBLICIDADE
Topo

Weintraub volta a associar isolamento e ações da PF e do STF a nazismo

Ministro da Educação, Abraham Weintraub, na Câmara dos Deputados -
Ministro da Educação, Abraham Weintraub, na Câmara dos Deputados

Do UOL, em São Paulo

28/05/2020 09h37

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, voltou a associar hoje as ações da Polícia Federal (PF) e do Supremo Tribunal Federal (STF) a práticas do regime nazista em sua conta no Twitter.

No Twitter, o ministro postou hoje que "primeiro, nos trancaram em casa. Depois, brasileiros honestos buscando trabalho foram algemados", em referência às buscas e apreensões realizadas ontem pelo inquérito que investiga fake news.

A foto que ilustra o post mostra militares com armas nas mãos, enquanto mulheres e crianças deixam o local com as mãos para cima.

Ontem, Weintraub fez uma publicação parecida e comparou a operação da PF com a Noite dos Cristais da Alemanha nazista. O tuíte do ministro gerou reações da comunidade judaica brasileira.

A Noite dos Cristais foi uma das primeiras ações violentas contra judeus cometida pelos nazistas nos dias 9 e 10 de novembro de 1938.

Hoje, a defesa do ministro entrou com recurso no STF para adiar seu depoimento no inquérito que apura um suposto crime de racismo cometido por ele contra chineses em um comentário em uma rede social. Ele seria ouvido no próximo dia 4 de junho, data que foi agendada pela PF.

Governo Bolsonaro