PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
11 meses

Weintraub volta a citar China em publicação nas redes sociais

7.mai.2020 - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, durante audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado - Marcelo Camargo/Agência Brasil
7.mai.2020 - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, durante audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Do UOL, em São Paulo

12/06/2020 14h50Atualizada em 12/06/2020 15h33

O Ministro da Educação, Abraham Weintraub, voltou a mencionar a China em uma publicação no Twitter. Na tarde de hoje, ele compartilhou trecho da entrevista coletiva do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), no qual o tucano fala de um acordo com chineses.

"Sabem com quem o governador Doria fez mais um acordinho? Bem docinho!", escreveu Weintraub na legenda da publicação.

O trecho compartilhado por Weintraub foi da coletiva de ontem do governo de São Paulo sobre o coronavírus. Na ocasião, foi feito anúncio de uma parceria do Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac Biotech para a produção de uma vacina contra a covid-19 no Brasil.

Inquérito sobre supostas declarações racistas

O ministro responde a um inquérito no STF (Supremo Tribunal Federal) que apura suposto crime de racismo em uma publicação nas redes sociais que sugeria que os chineses estariam sendo beneficiados pela pandemia.

Na postagem em questão, Weintraub publicou uma imagem da Turma da Mônica e escreveu trocando os "R" por "L", como faz o personagem Cebolinha, em referência ao sotaque dos asiáticos quando falam português.

O ministro nega ser racista e prestou depoimento por escrito à Polícia Federal na semana passada no âmbito das investigações.

Política