PUBLICIDADE
Topo

Política

STJ decide manter prisão de ex-deputada Cristiane Brasil (PTB)

Cristiane Brasil se entregou à Polícia no Rio de Janeiro no último dia 11 - Reprodução/Instagram
Cristiane Brasil se entregou à Polícia no Rio de Janeiro no último dia 11 Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

22/09/2020 21h41

O ministro Joel Paciornik, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou o pedido de liminar de Cristiane Brasil (PTB) e manteve a prisão preventiva da ex-deputada.

De acordo com o ministro, a defesa de Cristiane Brasil não comprovou irregularidades na prisão. Anteriormente, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro havia negado pedido de prisão domiciliar.

Cristiane se entregou à Polícia Civil no dia 11 de setembro após ser alvo de uma mandado de prisão preventiva deferido na Operação Catarata. Ela é acusada de desvios em contratos da Fundação Leão XIII, voltada para a assistência social no Rio de Janeiro.

Segundo o Ministério Público do Rio, a suposta participação de Cristiane no esquema teria ocorrido entre 2013 e 2017, quando ocupou pastas na Prefeitura Municipal do Rio, nas gestões de Eduardo Paes (DEM) e Marcelo Crivella (Republicanos).

Nesta semana, o PTB desistiu da candidatura de Cristiane Brasil à Prefeitura do Rio. Até então, a legenda mantinha a candidatura dela, que não tem impedimento legal de concorrer. A Lei da Ficha Limpa só prevê a proibição para condenados por órgão colegiado, o que não é o caso da filha de Roberto Jefferson.

Política