PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
7 meses

Vereador de BH retira máscara para falar em sessão: "ontem estava gripado"

Colaboração para o UOL, em Florianópolis

10/03/2021 11h25

Uma cena ocorrida ontem em sessão da Câmara Municipal de Belo Horizonte chamou atenção. O vereador Professor Juliano Lopes (PTC) retirou a máscara para se pronunciar ao parlamento. O uso do acessório é recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como medida de contenção ao novo coronavírus e obrigatório em espaços públicos de Minas Gerais.

Em um vídeo compartilhado nas redes sociais, o vereador revela que no dia anterior à sessão "estava incapacitado de falar devido a uma gripe". Ele não disse se já estava curado dos sintomas.

Antes de começar a falar, o parlamentar chegou a receber autorização da Mesa Diretora da Câmara Municipal para retirar o acessório. Ele justificou que precisava se "expressar melhor".

"Presidente, vou pedir, se possível, [autorização] para retirar a minha máscara. Estou numa distância confortável em relação aos demais vereadores. É melhor para falar e me expressar melhor. Ontem estava impossibilitado de falar porque estava com uma gripe", argumentou.

A legislação interna da Câmara de Belo Horizonte, previsto na resolução nº5/2020, diz que o vereador que "apresentar febre ou sintomas virais respiratórios passa a ser considerado caso suspeito de contaminação pelo Covid-19", sendo necessário procurar por atendimento médico.

Belo Horizonte conta 2.832 mortos pela covid-19. São 118.929 confirmados desde o início da pandemia, sendo 110.461 recuperados.

A assessoria de comunicação do vereador informou ao UOL que o político deverá se manifestar ao longo do dia sobre o episódio.

Política