PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
4 meses

Senador Alessandro Vieira recebe alta após internação por covid-19

Senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) - Waldemir Barreto/Agência Senado
Senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) Imagem: Waldemir Barreto/Agência Senado

Do UOL, em São Paulo

19/03/2021 16h25

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) recebeu alta hoje do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, após internação por covid-19. Ele foi diagnosticado com a doença em 1º de março e iniciou tratamento em casa, mas precisou ser hospitalizado.

Em nota, o senador afirmou que hoje é "um dos dias mais felizes da minha vida". Vieira também relembrou a morte do senador Major Olimpio (PSL-SP), que se contaminou no mesmo dia que ele em "romaria" ao Congresso Nacional em busca de recursos para emendas.

"Estou de volta à minha casa, ao abraço da minha família. Um dos dias mais felizes da minha vida, profundamente grato ao bom Deus e às orações e correntes positivas de familiares, amigos e todos".

O senador Vieira ainda alfinetou a atuação do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) durante a pandemia: "É impossível ignorar que vivemos dias tristes. Por ver nosso país desgovernado acumulando cadáveres para construir sua tragédia, diante de uma pandemia de covid que caminha para chegar a 300 mil mortes", escreveu. "E pela perda de gente próxima, como o senador Major Olímpio, que lutou ontem até o fim. Essas centenas de milhares de vidas não podem ter padecido em vão".

Ele completa dizendo que o Brasil "precisa" e "vai reagir". "Merecemos um Brasil curado de tanta doença e maldade".

Vieira também agradeceu familiares, amigos e aos profissionais de saúde que o atenderam em Sergipe e em São Paulo. "Homens e mulheres que prestam um serviço extraordinário para a sociedade".

'Romaria' ao Congresso acaba com morte e 3 internados

Após ida ao Congresso Nacional, os senadores Alessandro Vieira, Lasier Martins (Podemos-RS) e Major Olimpio (PSL-SP) precisaram ser internados por complicações da covid-19. Olimpio faleceu ontem por morte cerebral —ele estava internado em hospital de São Paulo desde o início de março.

O assessor de imprensa de Major Olimpio também se contaminou na ocasião. Ele segue internado, mas segue apresentando melhoras após comprometimento grave dos pulmões.

Política