PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Zambelli ironiza ovada em comitiva: 'Último que alvejaram virou presidente'

30.abr.2021 - Comitiva de Bolsonaro é recebida com "ovadas" no leilão da Cedae, em São Paulo - Reprodução / TV Globo
30.abr.2021 - Comitiva de Bolsonaro é recebida com "ovadas" no leilão da Cedae, em São Paulo Imagem: Reprodução / TV Globo

Do UOL, em São Paulo

30/04/2021 18h24

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) ironizou a 'ovada' lançada por manifestantes em direção à comitiva do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), enquanto chegava ao prédio da Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, para o leilão de concessão da Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro).

Os ovos foram lançados contra autoridades, como a própria Zambelli e o também deputado Helio Lopes (PSL-RJ). Eles não foram atingidos diretamente, mas os ovos que estouraram na parede respingaram em quem estava próximo. (Assista ao vídeo abaixo)

Nas redes sociais, Zambelli escreveu em tom de deboche. "Jogar ovo, esquerda? Cuidado, o último que vocês alvejaram virou presidente da República. Enquanto a direita privatiza e gera mais de R$ 20 bilhões de investimento, a esquerda não conseguem nem acertar um ovo. Que fase...", ironizou.

Em imagens transmitidas pelo "Jornal Hoje", da TV Globo, é possível ver que um dos homens que estava perto dos parlamentares fica com a lateral esquerda do terno manchada. Após a "chuva de ovos", a comitiva ingressou no prédio da B3 às pressas, para desviar dos ataques.

Manifestantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) fizeram um ato em frente ao prédio com cartazes contra a política do governo federal para o enfrentamento da pandemia da covid-19.

"Bolsonaro genocida" e "400 mil mortos" eram algumas das mensagens que estavam escritas em cartazes que os membros do MTST levantavam, junto com as bandeiras do movimento.

Política