PUBLICIDADE
Topo

Política

RJ: Claudio Castro troca secretários da Saúde e da Fazenda

O médico Alexandre Chieppe (esq) assume a Secretaria de Saúde e o cientista contábil Nelson Rocha (dir) vai ficar à frente da Fazenda estadual - Divulgação/Governo do Rio
O médico Alexandre Chieppe (esq) assume a Secretaria de Saúde e o cientista contábil Nelson Rocha (dir) vai ficar à frente da Fazenda estadual Imagem: Divulgação/Governo do Rio

Colaboração para o UOL

04/05/2021 19h46

O governador do Rio, Cláudio Castro (PSC), anunciou hoje as primeiras mudanças no secretariado após ser empossado definitivamente pela Alerj (Assembleia Legislativa do Rio). Enquanto o médico Alexandre Chieppe assume a Saúde, o cientista contábil Nelson Rocha vai ficar à frente da Fazenda. As mudanças serão publicadas no Diário Oficial de amanhã. Os técnicos assumem as pastas nos lugares de Carlos Alberto Chaves e Guilherme Mercês, respectivamente.

"Este é um momento crucial para o estado do Rio. Temos diversos desafios, entre eles a pandemia e a situação econômica do Rio, agravada pela Covid-19. Confio no trabalho de ambos e desejo sorte. Agradeço a dedicação e atuação do secretário Mercês, que teve importância fundamental no processo de recuperação fiscal do Estado. Quero deixar meu agradecimento também ao Chaves pelo resultado até aqui", ressaltou Castro.

Com a saída do comando da Saúde, Carlos Alberto Chaves passa a coordenar a logística de distribuição de vacinas da secretaria.

Perfil dos novos secretários

Obstetra e ginecologista formado na UFRJ e servidor da Secretaria de Estado de Saúde desde 2000, Alexandre Chieppe é porta-voz da pasta há quase uma década. Chieppe exerceu ainda o cargo de subsecretário de Vigilância em Saúde na secretaria e foi o coordenador durante a pandemia da dengue em 2008.

Pós-graduado em Ciências Contábeis pela Fundação Getúlio Vargas, Nelson Rocha começou sua carreira na iniciativa privada e atuou em empresas como Ampla e Light. Na área pública, foi assessor Chefe do TCE-RJ (Tribunal de Contas do Estado do Rio) e secretário de Fazenda em 1995, no governo Benedita da Silva (PT).

Política