PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

'Inadequado', diz Barra Torres sobre passeio de moto de Bolsonaro

Rayanne Albuquerque, Luciana Amaral e Hanrrikson de Andrade*

Do UOL, em São Paulo e em Brasília

11/05/2021 13h09Atualizada em 11/05/2021 13h47

Ao ser questionado pela senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) sobre ser a favor ou contra o passeio de moto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que gerou aglomeração em Brasilia no domingo (9), Antonio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) se mostrou contra e disse que é "inadequado". As declarações foram feitas durante o depoimento à CPI da Covid.

Não estive presente no evento, sou contra qualquer tipo de aglomeração neste sentido
Antonio Barra Torres, presidente da Anvisa

Barra Torres é motociclista e foi questionado pela parlamentar se estava presente no encontro. O presidente da Anvisa negou que estivesse presente, mas que teve conhecimento do encontro por meio de grupos online de motociclistas que acompanha pelas redes sociais.

Qualquer coisa que fale de aglomeração, não usar álcool e não usar máscara são coisas que não tem sentido, do ponto de vista sanitário
Antonio Barra Torres, presidente da Anvisa

* Com a colaboração de Ana Carla Bermúdez

A CPI da Covid foi criada no Senado após determinação do Supremo. A comissão, formada por 11 senadores (maioria é independente ou de oposição), investiga ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia do coronavírus e repasses federais a estados e municípios. Tem prazo inicial (prorrogável) de 90 dias. Seu relatório final será enviado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.