PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Sakamoto e Joel Pinheiro dizem que Renan Calheiros enfraquece CPI da Covid

Leonardo Sakamoto e Joel Pinheiro dizem que Renan Calheiros não é a melhor escolha para relatoria da CPI da Covid, que investiga ações e omissões do governo federal durante a pandemia -  FREDERICO BRASIL/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Leonardo Sakamoto e Joel Pinheiro dizem que Renan Calheiros não é a melhor escolha para relatoria da CPI da Covid, que investiga ações e omissões do governo federal durante a pandemia Imagem: FREDERICO BRASIL/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

18/05/2021 15h23Atualizada em 18/05/2021 15h23

O comentarista do UOL News Joel Pinheiro afirmou hoje que a figura do senador Renan Calheiros (MDB) enfraquece a CPI da Covid, que investiga ações e omissões do governo federal durante a pandemia.

"Pensando na credibilidade da CPI, não há nada pior do que ter alguém como Renan Calheiros na sua relatoria. Alguém tão profundamente identificado com as piores práticas da política nacional e que, portanto, passa a ideia de que não está ali porque tem preocupação com população, e sim interesse político", disse ele.

Renan Calheiros é o relator da CPI da Covid e fica responsável por acompanhar todo o trabalho da comissão e escrever o relatório sobre os resultados das apurações, que é apresentado ao fim da CPI para aprovação dos membros.

Apresentado o texto e voto do relator, se a maioria dos membros estiver de acordo, o relatório se torna um parecer, que pode ser pela aprovação total ou parcial da matéria analisada, rejeição, arquivamento ou apresentação de algum projeto ou orientação sobre o assunto.

Joel acrescentou que, "na medida que o governo Jair Bolsonaro (sem partido) antagoniza com a figura de Renan, o governo cresce".

Bolsonaro e Renan Calheiros trocaram farpas nas últimas semanas. Na declaração mais recente, o presidente disse que o relator era um "crápula" e que a intenção da CPI é atingir o governo. No dia anterior, Bolsonaro havia dito que Calheiros era um "picareta" e "vagabundo".

O senador se defendeu dizendo que "são inúteis as tentativas para me intimidar" e que as agressões de Bolsonaro eram "socos no ar".

O colunista do UOL Leonardo Sakamato concordou com o posicionamento de Joel. "O Renan é também fruto de um sistema, você tem bons nomes à direita e à esquerda, que poderiam comandar a CPI, mas acabam se sobressaindo outras figuras [que tem apoio do coletivo dos partidos]".

Ele ainda avaliou o trabalho do senador Calheiros: "Até o presente momento, não tem nenhuma pergunta que ele fez e nenhum indicativo de linha de investigação que não seja útil para a própria CPI. Temos que fazer essa separação e evitar críticas à pessoa. A gente sabe que a figura não é a melhor, mas tem que ver o trabalho que está sendo feito".

A CPI da Covid foi criada no Senado após determinação do Supremo. A comissão, formada por 11 senadores (maioria é independente ou de oposição), investiga ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia do coronavírus e repasses federais a estados e municípios. Tem prazo inicial (prorrogável) de 90 dias. Seu relatório final será enviado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.