PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Amoêdo defende impeachment de Bolsonaro: 'trabalhou para agravar pandemia'

João Amoêdo foi o candidato do partido Novo à presidência - Marcio Komesu/UOL
João Amoêdo foi o candidato do partido Novo à presidência Imagem: Marcio Komesu/UOL

Do UOL, em São Paulo

06/06/2021 20h04

O político João Amoêdo, fundador do Partido Novo, defendeu hoje o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Segundo ele, Bolsonaro "trabalhou para agravar a pandemia".

"Nenhum outro politico trabalhou tanto quanto Bolsonaro para disseminar o vírus e agravar a Pandemia", escreveu Amoêdo em seu Twitter. Ele compartilhou uma notícia que contabiliza a quantos eventos o presidente compareceu sem máscara desde o começo da pandemia e quantas aglomerações ele provocou.

O político instou a Câmara a atuar na questão: "Ao se omitir, a Câmara é conivente com ações que mataram e matam brasileiros". Até agora, já foram enviados à Câmara dos Deputados mais de 100 pedidos de impeachment de Bolsonaro, mas até agora nenhum foi pautado pela presidência da Casa.

Nesse cenário, Amoêdo também afirmou que o processo de impedimento "está muito atrasado". "É inacreditável que até hoje Bolsonaro esteja no poder. O impeachment está muito atrasado".

Política