PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Ministério apaga foto de operários fazendo 'L' em foto com Bolsonaro

Durante encontro com Bolsonaro, operários fizeram gesto de "L" com as mãos - Reprodução
Durante encontro com Bolsonaro, operários fizeram gesto de 'L' com as mãos Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

24/06/2021 16h45Atualizada em 25/06/2021 11h30

O Ministério do Desenvolvimento Regional apagou a foto em que operários de Jucurutu (RN) apareciam ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fazendo o gesto de 'L', associado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A imagem havia sido publicada mais cedo na função stories no Instagram da pasta, e repercutiu rapidamente nas redes sociais. O PT, partido do ex-presidente, chegou a comentar a imagem no Twitter. "Nem todo herói usa capa", diz o post.

Em 2018, nas eleições presidenciais, Bolsonaro recebeu apenas 22,49% dos votos válidos na cidade. O adversário Fernando Haddad (PT) recebeu 77,51%.

Nas redes sociais, enquanto apoiadores do governo federal reproduziam trechos do discurso do presidente e vídeos que seriam gravados durante os deslocamentos, os opositores repercutiram o gesto.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD-RN), minimizou a foto. "Estavam apontando para o céu, a pedido de Bolsonaro", disse ele, em live nas redes sociais ao lado do chefe do Planalto.

Lula e Bolsonaro devem se enfrentar na disputa presidencial do ano que vem. Segundo pesquisa do Ipec (Inteligência em Pesquisa e Consultoria), ex-Ibope, caso as eleições presidenciais fossem realizadas hoje, o petista teria 49% dos votos totais. Se considerados os votos válidos, ele teria 56% das intenções e venceria já no primeiro turno. Já Bolsonaro ficaria em segundo lugar, com 23% dos votos totais e 26% dos válidos.

Viagem ao RN

A comitiva presidencial compareceu à região para liberar R$ 38,2 milhões, sendo R$ 18 milhões em emendas parlamentares, para a conclusão das obras da barragem de Oiticica.

Na viagem, o presidente voltou a se envolver em polêmicas sobre o uso de máscara. Durante um dos eventos de sua agenda no estado, ele abaixou a máscara de uma criança que foi colocada em seu colo para uma fotografia.

Mais cedo, durante um evento em Jucurutu, Bolsonaro pediu para que uma criança de 10 anos tirasse a máscara.

O uso de máscara é uma medida sanitária recomendada pelas autoridades de saúde contra a pandemia do novo coronavírus. No Rio Grande do Norte, o equipamento de proteção individual é obrigatório, conforme estabelecido em decreto estadual.

Política