PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
2 meses

'País precisa de mais trabalho e menos confusão', diz Lira

Arthur Lira diz que colocará em votação nesta semana a reforma tributária - Getty Images
Arthur Lira diz que colocará em votação nesta semana a reforma tributária Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

16/08/2021 14h08

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse hoje que o Brasil precisa de "mais trabalho e menos confusão" e colocará em votação nesta semana a reforma tributária.

A declaração vem em um momento ainda tenso em Brasília. No último sábado, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) disse que irá pedir ao presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que abra um processo contra os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, ambos do STF (Supremo Tribunal Federal).

"O Brasil sempre terá no presidente da Câmara dos Deputados um ferrenho defensor constitucional da harmonia e independência entre os Poderes", disse Arthur Lira, defendendo o trabalho da casa que preside,

"Vigilante e soberana, a Câmara avança nas reformas, como a tributária que votaremos nessa semana, na certeza de que o país precisa de mais trabalho e menos confusão", completou.

Foi a primeira manifestação de Lira desde o episódio do fim de semana. Já Pacheco não considera a possibilidade de colocar para andar nenhum pedido de impeachment de ministros do Supremo, conforme apuração do colunista Josias de Souza.

Na última semana, o clima também foi tenso em Brasília, com muitos parlamentares interpretando como uma tentativa de intimidação a realização de um desfile de tanques e blindados pela praça dos Três Poderes no mesmo dia da votação da PEC do voto impresso, defendida por Bolsonaro.

A proposta foi rejeitada, mas o presidente manteve nos dias seguintes o seu discurso de contestações infundadas de fraudes no sistema de urna eletrônica, inclusive acenando com a possibilidade de ir a um protesto em São Paulo, no dia 7 de setembro, que tem como principal reivindicação o voto impresso.

Política