PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

'Perda irreparável': veja a repercussão da morte de Duda Mendonça

Arquivo; Duda Mendonça tinha 77 anos e estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo - Victor Moriyama/Folhapress
Arquivo; Duda Mendonça tinha 77 anos e estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo Imagem: Victor Moriyama/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

16/08/2021 09h13Atualizada em 16/08/2021 10h34

Políticos e personalidades manifestaram pesar hoje pela morte do publicitário Duda Mendonça, aos 77 anos. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde junho.

De acordo com GloboNews, ele tratava um câncer e foi diagnosticado com covid-19.

Duda ficou conhecido principalmente por ter comandado a primeira campanha eleitoral à Presidência da República vencida por Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em 2002, com o slogan "Lulinha, Paz e Amor".

Em nota, o líder petista disse que o publicitário foi um "gênio da comunicação política".

O ex-ministro José Dirceu (PT) chamou Duda de amigo "sempre presente e solidário nos momentos mais duros e difíceis que passamos juntos".

"Um dia de tristeza e dor pela morte meu amigo Duda Mendonça sempre presente e solidário nos momentos mais duros e difíceis que passamos juntos. Publicitário genial criativo inovador um dos maiores do nosso Brasil responsável pela campanha na TV e rádio que sabia fazer como ninguém vitoriosa de Lula em 2002, mas principalmente amigo e companheiro. Deixo aqui meu abraço de conforto a sua
esposa Aline Lucas e demais filhos e filhas", disse Dirceu, em nota.

O também publicitário João Santana afirmou, em nota, que Duda "foi um divisor de águas no marketing político" do Brasil e o comparou a Boni, ex-diretor-geral da TV Globo.

"É uma perda irreparável. Duda foi um divisor de águas no marketing político brasileiro. Para nossa área, teve o mesmo significado de Boni para a TV brasileira: criador de estilo e renovador de linguagens. Todos nós devemos muito a ele."

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse que Mendonça "teve seu talento reconhecido no Brasil e no mundo" e manifestou solidariedade aos familiares e amigos do publicitário. Ele deixa quatro filhos e a esposa, Aline Mendonça.

O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) chamou Duda de "um grande publicitário" ao se manifestar sobre a morte.

Um dos fundadores do PSDB, o engenheiro agrônomo Xico Graziano classificou o publicitário como um "gênio do marketing político".

Política