PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
15 dias

Ex-mulher de Bolsonaro ironiza CPI da Covid e insinua relação com Lula

Ana Cristina Siqueira Valle e o filho, Jair Renan Bolsonaro - Reprodução/Instagram
Ana Cristina Siqueira Valle e o filho, Jair Renan Bolsonaro Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

21/09/2021 14h50Atualizada em 21/09/2021 17h46

A ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) Ana Cristina Siqueira Valle ironizou hoje a CPI da Covid nas redes sociais. No story do Instagram, ela compartilhou uma publicação que diz: "me chamaram para a CPI do Lula??". A CPI da Covid, porém, não tem nenhuma relação com o ex-presidente Lula.

A comissão aprovou na semana passada a convocação de Ana Cristina para esclarecer qual é a relação dela com o suposto lobista da Precisa Medicamentos Marconny Albernaz de Faria. Os senadores disseram ter em mãos uma troca de mensagens que mostraria uma atuação dela junto ao Planalto a pedido de Marconny.

Ex-mulher de Bolsonaro compartilha publicação ironizando convocação pela CPI da Covid - Reprodução - Reprodução
Ex-mulher de Bolsonaro compartilha publicação ironizando convocação pela CPI da Covid
Imagem: Reprodução

Valle segue o exemplo do filho, Jair Renan, que visitou ontem uma loja de armas e falou: "Alô, CPI". A provocação rendeu ao 04 uma tentativa de convocação à comissão, movida pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). No Twitter, ele justificou que o pedido é para que o 04 possa "dar pessoalmente um alô para a CPI e preste esclarecimentos sobre seus vínculos com o lobista Marconny Faria e supostas ameaças a parlamentares".

A assessoria do ex-presidente Lula disse ao UOL que não irá comentar o caso.

Ana Cristina trabalha com deputada e vive em mansão

Atualmente, Ana Cristina Siqueira Valle trabalha no gabinete da deputada federal Celina Leão (PP-DF), com salário bruto de R$ 8.116,08 mais auxílio de quase R$ 1 mil.

O ex-assessor de Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) e ex-funcionário de Ana Cristina, Marcelo Luiz Nogueira dos Santos, contou que no período em que foi funcionário do filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio) era obrigado a devolver mensalmente 80% de seu salário —mecanismo conhecido como rachadinha. De acordo com Nogueira, ele precisava entregar esses valores em dinheiro vivo nas mãos de Ana Cristina. Isso ocorreu todos os meses ao longo de mais de quatro anos, disse.

Conforme mostrado pelo UOL, Ana Cristina e Jair Renan moram em uma mansão de R$ 3,2 milhões no Lago Sul, área nobre de Brasília. De acordo com Nogueira, o imóvel foi comprado por Ana Cristina, que se utilizou de laranjas para ocultar a aquisição.

O senador Alessandro Vieira declarou que, em princípio, ambos não têm renda compatível para morarem em um local assim.

A CPI da Covid foi criada no Senado após determinação do Supremo. A comissão, formada por 11 senadores (maioria é independente ou de oposição), investiga ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia do coronavírus e repasses federais a estados e municípios. Tem prazo inicial (prorrogável) de 90 dias. Seu relatório final será enviado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.