PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
15 dias

Zé de Abreu pede desculpa a Tabata Amaral: 'Minha vida é repleta de erros'

José de Abreu falou sobre processo de desconstrução em live no YouTube - Reprodução/Instagram @josedeabreu
José de Abreu falou sobre processo de desconstrução em live no YouTube Imagem: Reprodução/Instagram @josedeabreu

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/09/2021 19h36Atualizada em 27/09/2021 21h34

José de Abreu diz que errou ao retuitar uma postagem considerada machista e violenta sobre a deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP) nas redes sociais. No início de setembro, o ator compartilhou um post com uma ameaça de agressão física a ela.

"Eu errei redondamente. A minha vida é repleta de erros, e uma das coisas que eu aprendi é que quando você é muito crítico, você tem que aprender a fazer uma autocrítica. [...] Vou fazer uma carta para Tabata, em vídeo. Vou escrever um pedido de desculpas para ela. Vou propor uma atitude política. Esse fato aconteceu sábado. No dia seguinte, foi aquela coisa do cancelamento", disse o ator de 75 anos no canal "Fala, Lola, Fala", no YouTube.

"O que eu gostaria de discutir é que essa é uma desconstrução diária que a gente tem que fazer contra racismo, homofobia, misoginia, machismo. Posso falar mal da minha mãe? Ou como é mulher é machismo? Minha mãe era machista, racista", recorda.

"Fui criado em um ambiente extremamente fascista. Quando meu pai morreu, em 1955, a gente passou por uma batalha, mas ela foi uma lutadora. Ela não era uma pessoa de moral. E muito cedo, percebi ter que me afastar dos conselhos da minha mãe", explica.

Deputada diz que acionará Justiça

Tabata Amaral disse que a postagem do ator José de Abreu sobre ela foi machista e violenta. A deputada federal falou que é preciso denunciar essas agressões e por isso tomou as "medidas judiciais cabíveis".

"José de Abreu repostou uma mensagem que dizia que me socaria até ser preso. Simplesmente por discordar de minhas ideias. Infelizmente o machismo é muito presente, muito violento e tenta nos silenciar", afirmou à CNN.

"A gente avança denunciando crimes como esses, então eu tomei as medidas judiciais cabíveis contra essas duas pessoas que me ameaçaram de agressão física", falou sobre José de Abreu e o autor da publicação no Twitter.

Política