PUBLICIDADE
Topo

Política

'Danosa', diz deputado sobre proposta que libera propaganda sobre armas

Deputado federal Eli Corrêa Filho - Divulgação
Deputado federal Eli Corrêa Filho Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

25/11/2021 09h00

O deputado federal Eli Corrêa Filho (DEM-SP) criticou, hoje, em entrevista à Globonews, um projeto de lei de autoria do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que libera propaganda sobre armas de fogo e estandes de tiro. Corrêa é relator do projeto na CSPCCO (Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado).

O PL (Projeto de Lei) 5417/20 permite que produtores, atacadistas, varejistas, exportadores e importadores de armas de fogo, acessórios e munições veiculem peças publicitárias em veículos de comunicação e na internet. Ao apresentar a proposta, Eduardo disse que "sem armas, o povo vira presa fácil para ditadores", discurso armamentista semelhante ao do pai, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

"Sou totalmente contra, já me posiciono contra essa proposta. Sou relator e abrirei na semana que vem uma audiência pública justamente para debater esse tema, ouvindo os dois lados", disse Corrêa Filho, acrescentando que há muitos deputados pró-armas que fazem parte da CSPCCO.

O parlamentar disse que ainda não construiu seu relatório final, mas argumentou que "a publicidade induz, convence a pessoa a adquirir o produto".

Estamos falando de armas de fogo. Então, isso é muito danoso para uma sociedade. Lembramos aqui quando proibimos a propaganda de cigarro. Cigarro faz mal para a sociedade, proibimos isso (...) Acho isso muito perigoso, até para os jovens Eli Corrêa Filho

Além da CSPCCO, o projeto será analisado pelas comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Corrêa Filho explicou que o projeto é conclusivo, ou seja, vai direto para o Senado, mas disse que debaterá o assunto com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

* Com informações da Agência Câmara

Política