PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Gleisi desconversa sobre Alckmin, mas diz que PT faz alianças 'para ganhar'

"Ela [aliança] não é desejo pessoal, mas construção política. Não passa só por pessoas", afirmou Gleisi - Marina Ramos/Câmara dos Deputados
"Ela [aliança] não é desejo pessoal, mas construção política. Não passa só por pessoas", afirmou Gleisi Imagem: Marina Ramos/Câmara dos Deputados

Do UOL, em São Paulo

20/01/2022 18h56Atualizada em 20/01/2022 19h35

A deputada federal pelo Paraná, Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, desconversou hoje sobre a possibilidade de o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin formar uma chapa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições de outubro. Ela disse que o partido ainda não está discutindo nomes para vice, mas reforçou que faz alianças políticas "para ganhar".

"A gente faz alianças para ganhar e viabilizar programa. Ela não é desejo pessoal, mas construção política. E ela não passa só por pessoas", afirmou Gleisi em entrevista à CNN Brasil. "Não estamos em momento de discutir vice. Alckmin ainda não disse se vai aceitar o PSB, mas quando forem definidas [as filiações], definiremos o programa e a aliança."

Uma eventual aliança entre Lula e Alckmin ganhou força após os dois participarem de um jantar em dezembro do ano passado. Ontem, em entrevista a sites de esquerda, o ex-presidente disse que espera selar uma parceria com o ex-governador — seja como candidato a vice nas eleições ou não. (Assista abaixo)

"Espero que o Alckmin esteja junto, sendo vice ou não sendo vice. Parece que ele se definiu em fazer oposição não apenas ao [presidente Jair] Bolsonaro [PL], mas ao 'dorismo' aqui em São Paulo", declarou, fazendo referência ao atual governador paulista, João Doria, pré-candidato do PSDB à Presidência.

[Alckmin e eu] Temos divergências, por isso estamos em partidos diferentes. Mas isso não impede que, se for necessário, você construa deixando as divergências num canto e as convergências em outro canto. Não terei nenhum problema em fazer chapa com Alckmin para ganhar as eleições neste país.
Lula, sobre Alckmin

Futuro partido de Alckmin

Enquanto os entraves entre PSB e PT continuam sem solução, o PV já se movimenta para ser a principal segunda opção de nova casa para o Geraldo Alckmin, recém-saído do PSDB. Na disputa pelo Planalto, Alckmin seria o vice na chapa encabeçada pelo ex-presidente Lula.

Dirigentes do PV têm compartilhado imagens com a mensagem "Vem, Geraldo" para sensibilizar o ex-tucano a se filiar ao partido (veja abaixo). Presidente nacional da sigla, o ex-deputado federal José Luiz Penna, porém, diz que, antes de pensar em filiação de Alckmin, é preciso buscar o acerto da federação com PT, PSB, PCdoB e PV.

"Acho que o partido tem o posicionamento de fazer uma pressão maior [pela filiação do Alckmin], mas acho que a gente deve deixar o governador decidir sem esse nível de pressão, entende? Deixar ele confortável", diz Penna.

imagem - Reprodução/Redes sociais - Reprodução/Redes sociais
'Vem, Geraldo', diz imagem que tem sido compartilhada por integrantes do PV nas redes
Imagem: Reprodução/Redes sociais

Política