PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Moro diz estar recuperado da covid; agenda prevê turnê por SP

2.dez.2021 - O pré-candidato à Presidência pelo Podemos, Sergio Moro, em evento em Curitiba - Rodolfo Buhrer/Fotoarena/Estadão Conteúdo
2.dez.2021 - O pré-candidato à Presidência pelo Podemos, Sergio Moro, em evento em Curitiba Imagem: Rodolfo Buhrer/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Hanrrikson de Andrade

Do UOL, em Brasília

23/01/2022 14h43Atualizada em 23/01/2022 14h46

O ex-juiz federal e pré-candidato à Presidência da República, Sergio Moro (Podemos), disse hoje estar "100% recuperado" do coronavírus e confirmou agenda para amanhã, dia em que dará entrevista a um podcast. Ele cumpriu o período de isolamento depois de ter recebido resultado positivo na testagem de covid-19.

Nas próximas semanas, Moro deve iniciar uma turnê pelo estado de São Paulo, maior colégio eleitoral do país. Estrategistas da campanha do pré-candidato avaliam ser necessário fortalecer a imagem do ex-juiz na região Sudeste, onde há uma intensa polarização entre os concorrentes apontados como favoritos a um eventual segundo turno na eleição —Jair Bolsonaro (PL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O tour por São Paulo dependia da recuperação de Moro da covid-19. A ideia é que, entre o fim desse mês e o começo de janeiro, o ex-juiz da Operação Lava Jato faça visitas a hospitais. O objetivo seria uma demonstração de empatia com vítimas da pandemia.

Segundo reportagem da Folha, Moro deve visitar o Hospital de Base de São José do Rio Preto, um dos principais da região norte do estado, e possivelmente o Hospital do Câncer de Barretos. O presidenciável pretende conversar com médicos, enfermeiros e pacientes. O recado é marcar diferenças com relação ao presidente Jair Bolsonaro (PL), que desde o início da pandemia tem minimizado os efeitos da crise sanitária.

"A ideia é mostrar uma sensibilidade que o Bolsonaro não teve. Em nenhum momento nessa pandemia ele visitou hospitais, conversou com profissionais de saúde", diz o deputado federal Junior Bozzella (PSL-SP), que tem ajudado a organizar o roteiro.

Bozzella disse ainda sonhar em reunir em algum dos eventos em SP o ex-juiz e os tucanos João Doria (pré-candidato à Presidência) e Rodrigo Garcia (que tentará a reeleição como governador), no que seria um gesto de aproximação dos dois lados.

O parlamentar descreveu como inevitável uma convergência entre Moro e Doria para que a chamada terceira via na corrida pela Presidência se fortaleça. "Vai chegar a hora de unir forças, principalmente quando se tem do outro lado Jair Bolsonaro [PL] e Lula [PT]", afirma o ex-bolsonarista.

Política