Topo

Conteúdo publicado há
11 meses

'Não queremos perseguição', diz Mendonça sobre inelegibilidade de Bolsonaro

Do UOL, em São Paulo

28/06/2023 09h23

O ministro do STF André Mendonça disse hoje que espera que Jair Bolsonaro (PL) tenha um julgamento justo no TSE. Ontem, o ministro Benedito Gonçalves votou para tornar o ex-presidente inelegível por oito anos.

O que ele disse

"Vi rapidamente pela imprensa um voto numa direção prejudicial ao ex-presidente. Espero um julgamento justo", disse o ministro a jornalistas durante participação de um fórum em Portugal.

"Assim como não queremos perseguição para um lado, não podemos por conveniência ou circunstância, compactuarmos com atitudes que não garantam os mesmos direitos de defesa e justiça para quem não pense ideologicamente como nós", comentou.

Mendonça foi indicado à Corte por Bolsonaro. Ele é ministro substituto do TSE, mas não vota nesse julgamento.

Relator no TSE votou para tornar ex-presidente inelegível. O ministro Benedito Gonçalves considerou que o ex-presidente é integralmente responsável pela reunião que fez com embaixadores no ano passado, em que mentiu sobre as urnas eletrônicas e pôs dúvida sobre o processo eleitoral brasileiro.

Julgamento foi interrompido após o voto do ministro e será retomado na quinta-feira (29).