Conteúdo publicado há 2 meses

Indicado ao STF, Dino diz que harmonia entre poderes é necessidade nacional

O ministro da Justiça, Flávio Dino, afirmou que a principal conversa que está tendo com senadores após ser indicado por Lula ao STF é sobre a harmonia entre poderes.

O que aconteceu

Dino disse que concorda com os parlamentares e classificou o tema como "necessidade nacional". "A harmonia entre poderes é um tema muito importante para o Brasil. Sempre foi, mas na vida política recente, na vida social, nos últimos 10 anos, sobretudo, se produziu aquilo que se chama de polarização. E o judiciário não pode ser parte da polarização", afirmou.

Segundo o ministro, esse o principal tema tratado com os senadores. "Isso é que o tenho ouvido de parlamentares de centro, esquerda, direita, de vários partidos. E eu concordo. Tenho certeza que é uma necessidade nacional", acrescentou.

Lula indicou Dino para o STF na segunda-feira (27). Junto a esse anúncio, o presidente anunciou que também tinha escolhido Paulo Gonet para a PGR (Procuradoria-Geral da República).

'Ministro do Supremo não tem lado político'

Flávio Dino também disse ontem em ida ao Senado que ministros da Corte não têm "partido, ideologia ou lado político".

Ele falou que faz parte do mundo político, mas que o deixará caso seja aprovado. "Quem pretende ir ao Supremo, ao vestir a toga, deixa de ter lado político", declarou, acrescentando que tem falado com todos os senadores, independentemente de posicionamento político

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes