Conteúdo publicado há 5 meses

'Fascista', diz Lula sobre mulher que questionou Dilma em 1ª classe de voo

O presidente Lula (PT) chamou de "fascista" a mulher que questionou a ex-presidente Dilma Rousseff sobre viajar de primeira classe em um avião. Dilma rebateu a passageira afirmando ser "presidente de banco".

O que aconteceu:

Em evento da 4ª Conferência Nacional de Juventude nesta quinta-feira (14), Lula disse que o governo teve que refazer, nesses 11 primeiros meses de gestão, o que já havia construído até 2016, quando Dilma sofreu o impeachment.

Na sequência, o presidente citou o golpe "contra a nossa querida companheira" e declarou que a petista exerce "a grata função de presidenta do banco dos BRICS".

E esses dias, como representante do banco dos BRICS, ela [Dilma] vinha de primeira classe para o Brasil e uma fascista, eles estão em todos os lugares, foi tentar dizer para ela: 'Hum, a senhora está andando na primeira classe'. E ela falou: 'E onde é que você pensa que banqueiro anda? Eu sou, agora, presidenta de banco'.
Lula sobre Dilma Rousseff

Após a fala, os presentes no evento começaram a exaltar a ex-presidente. "Dilma, guerreira", ecoaram no local.

Entenda o caso:

Um vídeo que viralizou nas redes sociais na quarta-feira (13) mostra a ex-chefe do Executivo em uma aeronave. É possível ouvir a voz de uma mulher, que questiona: "De primeira classe?". Não há informações de quando a gravação aconteceu.

"Lógico, querida. Eu sou presidente de banco, querida. Ou você acha que presidente de banco viaja como?", respondeu Dilma.

Continua após a publicidade

Dilma comanda Banco dos Brics

A ex-presidente Dilma Rousseff comanda, atualmente, o Novo Banco de Desenvolvimento, conhecido como Banco dos Brics, com sede em Xangai, na China. O bloco é formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

A ex-presidente era candidata única, escolhida por Lula, e ficará no cargo para completar o mandato brasileiro, até julho de 2025. Os presidentes da instituição costumam ser eleitos por unanimidade.

Dilma substitui o diplomata e economista Marcos Troyjo, ex-integrante da equipe do ex-ministro da Economia Paulo Guedes. Ele foi o primeiro brasileiro a comandar o NDB, tendo recebido a presidência de um indiano. O mandato é rotativo.

A saída de Troyjo ocorreu de comum acordo com o governo Lula. Nos bastidores, a justificativa foi uma divergência de visões sobre os objetivos do Brics e de posição política.

No último sábado (9), Dilma foi eleita a Mulher Economista 2023 pelo Sistema Cofecon/Corecons, que reúne o Conselho Federal de Economia e os Conselhos Regionais de Economia.

Deixe seu comentário

Só para assinantes