Conteúdo publicado há 30 dias

Tales Faria: Planalto avalia que Campos Neto quer seguir carreira política

O Palácio do Planalto avalia que o presidente do Banco Central indicado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), Roberto Campos Neto, quer seguir carreira política, apurou o colunista do UOL Tales Faria. Informação foi dada durante o UOL News 2ª Edição desta quinta-feira (20).

Nesta quarta (19), a bancada do PT na Câmara dos Deputados entrou com ação contra Campos Neto por 'articulação política'. O partido quer convocá-lo para dar explicações na CMO (Comissão Mista de Orçamento) antes do recesso parlamentar. O Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central decidiu manter a Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira, em 10,5% ao ano, porcentagem considerada alta por Lula e pelo PT.

Campos Neto de fato deixou um fio solto, não só na campanha eleitoral vestindo a camisa verde amarela para ir votar [em 2022]. Camisa que na época era de Bolsonaro e a turma dele usava. E também no tal jantar de Tarcísio de Freitas e que ele teria se colocado como disponível para vir a ser ministro da Fazenda em um eventual governo Tarcísio. Esse tipo de coisa é um fio solto que ele deixou mostrando que ele tem [algo em mente]. Tales Faria, colunista do UOL

Na avaliação do Planalto, ele tem pretensões, e não são pretensões políticas só, (...) ele tem também pretensões político-eleitorais. Vamos lembrar que ele é neto do Roberto Campos, que além de um economista bem informado como o Campos Neto é, tinha lado. Tales Faria, colunista do UOL

Tales Faria lembra o histórico familiar de Campos Neto e o que ele poderia almejar em um futuro mais favorável a ele.

Ele foi ministro do Planejamento da Ditadura Militar e se dispôs a estar a favor da ditadura o tempo inteiro. Depois se tornou deputado federal. Tales Faria, colunista do UOL

O que se imagina, e se está avaliando, é que Campos Neto está preparando o caminho dele. Quer ser ministro algum dia, seja de um governo que ele prefere de direita ou extrema direita que seja, mas que seja um governo de direita que ele teria mais chance. E daí pular, como o avô, para uma carreira política-eleitoral. Tales Faria, colunista do UOL

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Continua após a publicidade

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja a íntegra do programa:

Deixe seu comentário

Só para assinantes