PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Sobe para 4 número de mortos por coronavírus, diz governo de SP

Getty Images
Imagem: Getty Images

Carolina Marins*

Do UOL, em São Paulo

18/03/2020 19h10

A Secretaria de Saúde de São Paulo confirmou hoje a quarta morte por coronavírus no estado. Foram três mortes contabilizadas hoje e mais uma informada ontem de manhã.

"Os três são homens, com comorbidades [ocorrência de duas ou mais doenças relacionadas no mesmo paciente e ao mesmo tempo] e com idades de 65, 81 e 85 anos. Todos foram atendidos em hospital privado da capital paulista. O paciente de 81 anos é morador do município de Jundiaí e os demais de São Paulo", disse a secretaria em nota.

Os três primeiros pacientes estavam internados no Hospital Sancta Maggiore, da rede Prevent Senior. A secretaria não informou se este quarto infectado também estava no hospital.

Ontem, o Hospital Sancta Maggiore confirmou a primeira morte por coronavírus no país: um homem de 62 anos. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, a prefeitura paulistana vai investigar a Prevent Senior por não ter informado que a primeira vítima da covid-19 estava com a doença.

Hoje, mais cedo, a Prevent Senior descartou contaminação por covid-19 em outros dois óbitos registrados no hospital. Ao menos uma morte ainda estaria passando por exames.

De acordo com a secretaria, entre 60 e 69 anos a letalidade por coronavírus é de 4%. Dos 70 aos 79 sobe para 8%. Acima dos 80 o risco de morrer e de 15%.

Segundo a pasta, há 240 casos confirmados de contaminação em São Paulo, sendo 214 na cidade de São Paulo, 6 em São Caetano do Sul, 6 em Santo André e 3 em São Bernardo do Campo.

As cidades de Osasco, Ferraz de Vasconcelos, Cotia, Barueri, Guarulhos, Mauá, Santana do Parnaíba, São José dos Campos, Campinas, São José do Rio Preto e Jaguariúna registram um caso cada. "As quatro últimas são os primeiros registros de casos confirmados no interior de SP", diz o comunicado.

Ainda de acordo com a secretaria, são 5.334 os casos suspeitos no estado.

*Colaborou Alex Tajra, do UOL em São Paulo

Coronavírus