PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Prefeitura desmente fake news de rodízio de pedestres por tamanho do sapato

Fake news que circula em redes sociais indica rodízio de pedestres em Cascavel, no Paraná - Reprodução
Fake news que circula em redes sociais indica rodízio de pedestres em Cascavel, no Paraná Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

21/05/2020 16h09

A Prefeitura de Cascavel, no Paraná, publicou hoje uma nota desmentindo um rodízio de pedestres nas ruas pelo tamanho do calçado. A notícia falsa, que circula nas redes sociais, é apontada pela Administração como uma piada — no entanto, acrescenta que a "brincadeira leve" pode induzir as pessoas ao erro e trazer riscos à segurança e saúde da população.

"É uma piada, mas não é que tem quem acredita? Não importa o tamanho do seu pé, as únicas coisas que precisa cuidar são: sair de casa apenas se necessário, usando máscara, manter distanciamento e usar álcool em gel. O comunicado sobre o rodízio por numeração de calçados que está circulando nas redes sociais, claro que é fake. Essa foi uma brincadeira leve, mas é preciso ter cuidado. O assunto é sério e alguns fakes induzem pessoas a erro, trazendo riscos à segurança e à saúde pública", diz a nota publicada pela Prefeitura.

O comunicado falso anuncia que um rodízio de pedestres terá início na cidade na próxima segunda-feira. No entanto, não há nenhuma data na imagem, que simula um documento oficial da Prefeitura. A notícia falsa diz que pessoas com calçados que terminam em número par só poderão circular nas calçadas em dias pares, e aquelas com sapatos de numeração ímpar só podem andar nos dias ímpares.

A ideia apresentada pela notícia falsa é similar ao rodízio de carros adotado pela Prefeitura de São Paulo, que permitia circulação de carros com final de placa em número par apenas em dias pares — e vice-versa no caso de placas de final ímpar. O esquema de rodízio acabou suspenso pelo prefeito da capital paulista, que retomou o rodízio anterior.

O texto desmentindo a notícia falsa em Cascavel foi disponibilizado em uma área do site da própria Prefeitura dedicado apenas a verificar se informações que circulam nas redes sociais são verdadeiras ou não. O processo de checagem é similar ao realizado pelo UOL Confere.

Coronavírus