PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Com 113 mil mortes, Bolsonaro promove evento 'Brasil vencendo a covid-19'

Presidente Jair Bolsonaro coloca máscara de proteção em Brasília - Adriano Machado/Reuters
Presidente Jair Bolsonaro coloca máscara de proteção em Brasília Imagem: Adriano Machado/Reuters

Felipe Amorim

Do UOL, em Brasília

22/08/2020 10h11Atualizada em 22/08/2020 14h46

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participa na segunda-feira (24) do evento "Encontro Brasil vencendo a covid-19", que será realizado no Palácio do Planalto.

A cerimônia está prevista para ocorrer às 11h, será aberta à imprensa e terá transmissão ao vivo pela TV Brasil, emissora do governo. O Planalto não forneceu mais detalhes sobre o evento.

Ontem o Brasil alcançou a marca de 113.454 mortes provocadas pelo novo coronavírus, de acordo com o consórcio de veículos formado por UOL, Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo, G1, O Globo e Extra. O número de pessoas que já foram infectadas no país é de 3.536.488.

No mundo, apenas os Estados Unidos têm números piores, com quase 175 mil mortos e mais de 5,6 milhões de casos, de acordo com a Universidade Johns Hopkins. Logo atrás do Brasil vêm o México, em número de óbitos (59.106); e a Índia, em número de infectados (2,9 milhões).

O presidente Jair Bolsonaro e ao menos oito ministros de seu governo foram infectados pelo coronavírus.

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, também contraiu o vírus. Tanto o presidente quanto a primeira-dama e os ministros não tiveram quadros graves da doença e já se recuperaram.

O presidente tem desincentivado medidas apontadas por médicos e cientistas como eficazes para desacelerar a transmissão do vírus.

Bolsonaro é um crítico das medidas de isolamento social e, na última quarta-feira (19), contestou a eficácia do uso de máscaras de proteção facial.

A afirmação vai na contramão do que dizem autoridades sanitárias de diversos países e das recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde), cujo trabalho se baseia em evidências científicas.

O presidente chegou a vetar trecho de uma lei que tornava obrigatório o uso de máscaras em escolas, comércios, indústria e igrejas. O veto foi derrubado pelo Congresso Nacional e o uso da máscara voltou a ser obrigatório nesses estabelecimentos.

Errata: o texto foi atualizado
Uma versão anterior deste texto informava incorretamente que o Brasil chegou a 35.387.398 infectados. Na verdade, são 3.536.488 contaminados. A informação foi corrigida.

Coronavírus