PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Covid: Brasil registra 619 novas mortes em 24 h e chega a 121.515 óbitos

Entre ontem e hoje foram confirmados 45.961 novos casos de coronavírus - Fernanda Luz/Agif
Entre ontem e hoje foram confirmados 45.961 novos casos de coronavírus Imagem: Fernanda Luz/Agif

Do UOL, em São Paulo

31/08/2020 18h34Atualizada em 31/08/2020 20h26

O país ultrapassou hoje 121 mil mortes pela covid-19, com 619 novos óbitos registrados nas últimas 24 horas. Desde do início da pandemia foram 121.515 mortes, de acordo com os dados de hoje do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte.

Entre ontem e hoje foram confirmados 48.785 novos casos de coronavírus. No total, 3.910.901 pessoas já receberam o diagnóstico da doença no Brasil.

A média móvel de mortes, que calcula os óbitos diários com base em registros feitos nos últimos sete dias, aponta 866 óbitos por dia, resultado considerado estável em 14 dias (-12%).

Conforme o levantamento feito pelo consórcio, 13 estados e o Distrito Federal tiveram desaceleração na média móvel de mortes pela doença na variação de 14 dias, enquanto quatro apresentaram alta.

Entre as regiões, só o Nordeste apresenta desaceleração (-20%) na variação de 14 dias em razão da doença provocada pelo novo coronavírus. As outras tiveram estabilidade no índice: Centro-Oeste (-9%), Norte (-8%), Sudeste (-9%) e Sul (-15%).

Veja a oscilação nos estados:

  • Aceleração: AP, RJ, RO e TO
  • Estabilidade: BA, GO, MA, MS, MT, PA, PI, RS e SP
  • Queda: AC, AL, AM, CE, DF, ES, MG, PB, PE, PR, RN, RR, SC e SE

Dados do governo federal

O Ministério da Saúde contabilizou hoje 553 novos óbitos, totalizando 121.381. De acordo com a pasta, foram 45.961 novos casos confirmados nas últimas 24 horas, e agora são 3.908.272 infectados pelo novo coronavírus no Brasil

O governo contabiliza 3.097.734 recuperados, e 689.157 casos em acompanhamento.

Ministério da Saúde nomeia veterinário para departamento de imunização

O general Eduardo Pazuello, ministro interino da Saúde, nomeou hoje o médico veterinário Laurício Monteiro Cruz para o cargo de diretor do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis da pasta.

O órgão é responsável pela coordenação do Programa Nacional de Imunização, e deve ter papel importante na distribuição da vacina contra a covid-19.

Cruz vai substituir o servidor de carreira Marcelo Yoshito Wada, também veterinário. Wada é coordenador de Vigilância de Zoonoses e Doenças Vetoriais no mesmo departamento e tem experiência na área de saúde coletiva, com ênfase em epidemiologia. O novo diretor terá remuneração de R$ 13.623,29, segundo o código da função exercida.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes recentes de autoridades e do próprio presidente colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Coronavírus