PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Lockdown ajudou Araraquara a encerrar fila para internação, diz prefeito

21.fev.2021 - Ruas de Araraquara (SP) vazias em meio ao lockdown; cidade registra redução de índices da pandemia - Tetê Viviane/Futura Press/Estadão Conteúdo
21.fev.2021 - Ruas de Araraquara (SP) vazias em meio ao lockdown; cidade registra redução de índices da pandemia Imagem: Tetê Viviane/Futura Press/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

18/03/2021 09h27

O prefeito de Araraquara (SP), Edinho Silva (PT), disse que o lockdown decretado em fevereiro ajudou a cidade a sair do colapso no sistema hospitalar por causa da covid-19. Em entrevista à TV Globo, Edinho disse que as medidas mais duras de restrição permitirão um mês de abril melhor.

No momento, segundo Edinho Silva, não há fila para internações nas unidades de saúde da cidade. Ele ainda citou outros índices que apontam o arrefecimento da pandemia na cidade, embora a média de mortes ainda esteja alta.

"Média móvel (de casos) caiu 53%, as internações caíram 30%, pacientes em quarentena caiu 65% e na principal informação a testagem, os exames coletados remetidos aos laboratórios, tivemos uma queda de 62%", disse.

Estamos há 10 dias sem nenhum paciente nas nossas unidades aguardando internação que é o que mais queríamos. Redução de óbitos vai demorar um pouco ainda porque os óbitos de hoje é uma fotografia do que aconteceu na primeira quinzena do mês de fevereiro.
Edinho Silva, prefeito de Araraquara

Segundo Edinho Silva, a cidade de Araraquara poderá, inclusive, ajudar em breve cidades da região e enfrentarem o momento mais duro da pandemia. Ontem, o estado de São Paulo atingiu uma média móvel de 421 mortes diárias pelo coronavírus. O número leva em conta a média dos últimos sete dias.

"Isso significa que nós viveremos uma situação melhor no mês de abril. Claro, Araraquara é referência regional, mesmo a queda de leitos vai nos dar uma margem maior para poder ajudar a região que está numa situação muito difícil", disse.

Lockdown em 21 de fevereiro

A prefeitura colocou Araraquara em regime de restrição quase total em 15 de fevereiro após confirmação de casos da cepa P.1, inicialmente identificada em Manaus, aumento da procura por oxigênio, alta na ocupação de UTI e no número de mortes.

Sem atingir a redução esperada no nível de isolamento e com o sistema de saúde colapsado - a ocupação em UTI permaneceu em 100% por 15 dias - o prefeito Edinho Silva (PT) decretou "lockdown total" no dia 21 de fevereiro. Por uma semana, até supermercados ficaram fechados para atendimento presencial e postos de gasolina atendiam apenas veículos de serviços públicos. As ruas ficaram desertas.

"Adotamos lockdown como a última medida porque vivenciamos em fevereiro situação muito difícil quando identificamos a circulação da mutação do coronavírus que ficou conhecida como P1. Fomos obrigados a adotar essas medidas", disse Edinho.

Coronavírus