PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Niterói pausa aplicação de primeira dose contra covid por falta de vacinas

Vacinas em estoque estão destinadas para a aplicação das segundas doses, diz Secretaria Municipal de Saúde - iStock
Vacinas em estoque estão destinadas para a aplicação das segundas doses, diz Secretaria Municipal de Saúde Imagem: iStock

Colaboração para o UOL

14/04/2021 11h51

A cidade de Niterói suspendeu a aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 a partir de hoje, devido a ausência de imunizantes, e aguarda nova remessa de doses pelo governo federal para prosseguir com o calendário.Municipal de Saúde

As vacinas em estoque estão destinadas para a aplicação das segundas doses, que seguirá em nove pontos de vacinação distribuídos pelo município. Segundo nota publicada pela Prefeitura de Niterói, a Secretaria Municipal de Saúde "aguardou até o último momento a chegada do imunizante, o que não aconteceu".

Última remessa de vacinas foi recebida na sexta-feira (10), e as 6.350 doses já foram aplicadas em idosos e profissionais de Saúde, conforme previsto pelo calendário.

Em fevereiro, vacinação em Niterói já havia sido interrompida devido à falta de novas doses.

Segunda dose

Para completar a imunização com a segunda dose, é necessário apresentar o comprovante de vacinação, identidade e CPF.

Aplicação de segundas doses será realizada de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, nas policlínicas de Engenhoca, Barreto, Fonseca, São Lourenço, Vital Brazil, Itaipu e Piratininga; no drive-thru do Campus Gragoatá da UFF (Universidade Federal Fluminense); e no Clube Central, em Icaraí. A entrada nos locais é permitida até às 16h.

Aos sábados, das 8h às 12h, duas policlínicas regionais e o drive-thru do Campus Gragoatá da UFF ficarão abertos para a vacinação.

Niterói monta barreiras sanitárias para conter covid-19

A Prefeitura de Niterói, no Grande Rio, instalou hoje barreiras sanitárias nos principais acessos ao município. Agentes municipais estão aferindo a temperatura dos ocupantes do carro e poderão negar acesso a quem apresentar febre, como uma forma de reduzir a disseminação da covid-19 na cidade.

A medida provocou engarrafamentos na Ponte Rio-Niterói, que dá acesso à capital a Niterói, e na rodovia Niterói-Manilha, que liga o município a São Gonçalo.

Às 8h30, a Ponte Rio-Niterói apresentava 5 km de trânsito lento no sentido Niterói. Na Niterói-Manilha, a retenção chegava a 10 km, com destino ao Rio de Janeiro, no mesmo horário.

(Com Agência Brasil)

Coronavírus