PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Estudo pagará até R$ 30 mil para infectar voluntários com covid-19 em hotel

Empresa espera começar teste com covid-19 no segundo semestre do ano que vem - Divulgação/Open Orphan/UK Covid Challenge
Empresa espera começar teste com covid-19 no segundo semestre do ano que vem Imagem: Divulgação/Open Orphan/UK Covid Challenge

Do UOL, em São Paulo

19/10/2021 15h36Atualizada em 19/10/2021 15h37

O hotel Whitechapel, em Londres, abrigará um grupo diferente de hóspedes em um estudo que começa no ano que vem. Por um valor que vai de 3 mil a 4 mil libras (equivalente a cerca de R$23 mil a R$ 30,7 mil), voluntários serão infectados com a covid-19 para testar a resposta a tratamentos e vacinas.

A informação é do jornal britânico The Telegraph. Segundo a reportagem, esse será o primeiro estudo de desafio humano —como é conhecida esse tipo de pesquisa—, com a doença. Os pacientes serão mantidos por cerca de duas semanas nas suítes, que serão equipadas com televisões e videogames.

Os testes serão conduzidos pela Open Orphan. Segundo o site da empresa, os voluntários não podem ter comorbidades para a doença e serão monitorados 24 horas por dia.

A companhia já fez esse tipo de estudo usando o vírus sincicial respiratório, uma das principais causas de morte de bebês com menos de um ano em países desenvolvidos. Em julho deste ano, a Pfizer anunciou que uma vacina contra a doença teve 95% de eficácia em testes de fase 2 —o imunizante é resultado dessa pesquisa.

Segundo a matéria do Telegraph, esse tipo de estudo é mais barato e rápido que os convencionais, que podem envolver até 20 mil pacientes e demorar de dois a três anos. O teste de desafio humano tem média de 100 voluntários e dura cerca de três meses.

O desenho da pesquisa está sendo desenvolvido há um ano, e aguarda a aprovação de autoridades reguladoras e de ética. A empresa espera que o procedimento comece no segundo semestre de 2022.

Coronavírus