PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
2 meses

Parceira da Pfizer, BioNTech começa a trabalhar em vacina contra a ômicron

Laboratório não deixou claro se investirá em uma nova vacina ou se retrabalhará a que desenvolveu com a Pfizer - Divulgação/Pfizer
Laboratório não deixou claro se investirá em uma nova vacina ou se retrabalhará a que desenvolveu com a Pfizer Imagem: Divulgação/Pfizer

Ludwig Burger

Em Frankfurt (Alemanha)

29/11/2021 10h37Atualizada em 29/11/2021 11h30

A BioNTech disse hoje, em comunicado, que começou a trabalhar em uma vacina sob medida para combater a ômicron, a nova variante do novo coronavírus, detectada na África do Sul.

Ainda assim, na nota, o laboratório não deixou claro se terá que retrabalhar a vacina que desenvolveu em parceria com a Pfizer contra a covid-19 ou se investirá em um novo imunizante.

O desenvolvimento de uma vacina adaptada faz parte do procedimento padrão da empresa para novas variantes, disse a BioNTech, que produz vacinas junto com a Pfizer, em comunicado.

"Os primeiros passos para desenvolver uma potencial nova vacina se sobrepõem à pesquisa necessária para avaliar se uma nova dose será necessária", acrescentou.

A variante ômicron carrega um risco global muito alto de surtos, alertou a OMS (Organização Mundial da Saúde) hoje, conforme mais países relataram casos, o que levou ao fechamento de fronteiras.

A BioNTech disse na última sexta-feira (26) que espera mais dados de laboratório nas próximas duas semanas para ajudar a determinar se há necessidade de uma vacina específica para a ômicron.

Laboratório concorrente da BioNTech, a Moderna já disse que está trabalhando em uma reformulação da vacina desenvolvida por eles contra a covid-19 para futuras doses de reforço.

Coronavírus