Operação Lava Jato

Presidente do Equador diz que Lula 'não tem nada a ver' com denúncias

Em Quito

  • Mauricio Muñoz/Presidencia de la República

O presidente do Equador, Rafael Correa, garantiu neste sábado que o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva "não tem nada a ver" com as denúncias de corrupção contra ele e considerou que a condução coercitiva realizada na sexta foi uma tentativa de humilhação.

"Tenho certeza de que ele não tem nada a ver com os escândalos dos quais é acusado, mas se quiserem investigar, que o façam com o devido rigor do processo, mas sem humilhá-lo", disse Correa no início de seu programa semanal de rádio e televisão.

O presidente equatoriano criticou que a polícia brasileira tenha se dirigido na manhã de sexta-feira à casa de Lula, que governou entre 2003 e 2010, e o levou para depor após ser suspeito de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no marco de uma fraude bilionária no seio da estatal Petrobras.

"Não se procurou investigar, saber a verdade no caso de Lula. O que se quis foi humilhá-lo ao revistar sua casa, levá-lo à força para interrogatório, quando ele jamais se oporia a comparecer" de bom grado, defendeu Correa.

Em sua intervenção, o presidente equatoriano aproveitou para enviar seu apoio a Lula, que disse não temer a ação da justiça.

"Todo nosso apoio e abraço solidário a esse queridíssimo companheiro Inácio Lula da Silva", disse Correa.

Como a Lava Jato chegou a Lula

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos