Turquia não aceita cessar-fogo com os curdos no norte da Síria

Istambul, 31 Ago 2016 (AFP) - O governo da Turquia afirmou nesta quarta-feira que não aceita o anúncio, feito na véspera pelos Estados Unidos, de um cessar-fogo com as milícias curdas da Síria.

"Não aceitamos sob nenhuma circunstância (...) um compromisso ou cessar-fogo entre a Turquia e elementos curdos" declarou o ministro turco de Assuntos Europeus, Omer Celik, à agência estatal Anadolu.

"A república turca é um Estado soberano que não pode ser colocado no mesmo nível que o de uma organização terrorista", disse, em referência ao PYD, o Partido de União Democrática dos curdos da Síria.

A Turquia iniciou na semana passada uma ofensiva sem precedentes no norte da Síria para provocar o recuo dos combatentes do grupo Estado Islâmico (EI), assim como das milícias curdas, por temer que estas formem um corredor ao longo da fronteira turco-síria.

A trégua foi anunciada na terça-feira por um funcionário do Departamento de Defesa americana e por milícias curdas no norte da Síria.

"Nas últimas horas, nos asseguraram que todas as partes envolvidas vão parar os disparos e se concentrar na ameaça do EI", afirmou o coronel John Thomas, porta-voz do Comando Central americano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos