Trump escolhe banqueiro do Goldman Sachs para dirigir Conselho Econômico

Washington, 12 dez 2016 (AFP) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, escolheu nesta segunda-feira o número dois do banco Goldman Sachs, Gary Cohn, para dirigir o Conselho Nacional Econômico da Casa Branca.

"Gary Cohn colocará a serviço dos americanos seu talento como homem de negócios", destacou o futuro presidente em um comunicado.

Cohn, 56 anos, disse que é "uma grande honra" ocupar o cargo.

"Compartilho a visão do presidente eleito Trump de garantir que cada trabalhador americano tenha um emprego seguro em uma economia florescente e estaremos totalmente comprometidos em construir uma nação forte, que cresce e prospera".

O ex-presidente democrata Bill Clinton criou este Conselho em 1993, ano em que assumiu o poder, para ser assessorado em matéria de economia nacional e internacional.

Com a nomeação de Cohn, já são três os funcionários do Goldman Sachs com cargos-chave no governo Trump.

Os outros dois são Steven Mnuchin, futuro secretário do Tesouro, e Steve Bannon, conselheiro estratégico.

Anthony Scaramucci, membro da equipe de transição de Trump, também foi funcionário do banco.

Cohn entrou no Goldman Sachs em 1990 e chegou ao segundo cargo mais importante da entidade em 2006.

jld/vmt/lr

GOLDMAN SACHS GROUP

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos