Presidente do Zimbábue ignora críticas e festeja 93 anos com festa de luxo

Matobo, Zimbábue, 25 Fev 2017 (AFP) - O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, o governante em exercício mais idoso do mundo, convidou neste sábado milhares de partidários para celebrar seu aniversário de 93 anos em uma festa luxuosa, o que provocou indignação em um país à beira da ruína.

Como a cada ano, o banquete inclui uma semana de extravagâncias em homenagem ao chefe de Estado, que comanda com mão de ferro o país africano desde que a nação obteve a independência do Reino Unido em 1980.

Com um custo avaliado em um milhão de dólares, a celebração provoca a revolta da população que, em sua maioria, está desempregada e sofre com a falta de alimentos.

No ano passado, na festa de 92 anos, Mugabe serviu aos convidados carne de elefante, de búfalo e de antílope, assim como um bolo gigantesco de 92 anos.

Desta vez, os festejos também contam com uma polêmica de caráter histórico.

A festa acontece no parque nacional de Matobo, sul do país, perto do local onde foram sepultadas as vítimas de uma das repressões mais violentas ordenadas por Mugabe.

Em fevereiro de 1982, sua tristemente famosa 5ª brigada, treinada na Coreia do Norte, massacrou nesta região de Matabelelandia quase 20.000 pessoas, incluindo muitos simpatizantes de Joshua Nkomo, ex-vice-presidente e depois rival de Mugabe.

"Isto não deveria ser um local de celebração", afirmou à AFP Mbuso Fuzwayo, porta-voz do grupo Ibhetshu Likazulu.

"Toda a região é cenário de um crime, onde os ossos das vítimas dos massacres de Gukurahundi estão enterrados", completou.

Ignorando as críticas, Mugabe aproveitou o aniversário para tentar acabar com os boatos sobre seu estado de saúde e demonstrar a determinação de conservar o poder.

"A maioria da população pensa que não há ninguém para me substituir, nenhum sucessor possível que pareça aceitável, tão aceitável como eu", disse em uma entrevista.

"Certamente, se eu sentir que não sou mais capaz de fazê-lo, direi a meu partido para que me substitua. Mas, no momento, penso que não é o caso", completou Mugabe, que no entanto não conseguiu esconder o cansaço.

Desde terça-feira, data do aniversário, a imprensa estatal não poupa elogios ao líder absoluto do país.

Além disso, o partido de Mugabe, o Zanu-PF, pediu a seu líder histórico que dispute um novo mandato nas eleições de 2018.

Até hoje, Robert Mugabe não citou um possível sucessor, mas sua segunda esposa, Grace, 51 anos, cada vez mais ativa dentro do partido, se perfila como a favorita.

Muito respeitado por seus colegas no continente, Mugabe mantém sua autoridade no conjunto do país, graças em boa parte pela forte presença da força policial.

Todas as escolas ao redor de Bulawayo ficaram fechadas na quinta-feira e sexta-feira para celebrar o aniversário.

"Afirmamos às crianças que as salas de aula viraram locais de alojamento", criticou o poeta e opositor Desire Moyo.

"E elas terão que participar na festa à força", completou.

fj-str-pa/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos