Malásia confirma identidade de Kim Jong-nam com o DNA de seu filho

Em Kuala Lumpur

  • Wong Maye-E e Shizuo Kambayashi/ AP

    Montagem com imagens de Kim Jong-un (esq.) e Kim Jong-nam

    Montagem com imagens de Kim Jong-un (esq.) e Kim Jong-nam

A identidade de Kim Jong-nam, meio-irmão no exílio do líder norte-coreano Kim Jong-un, foi confirmada na semana passada com uma mostra do DNA de seu filho, disse nesta quarta-feira (15) o vice-primeiro-ministro da Malásia.

"Os investigadores confirmaram a identidade do corpo como o de Kim Jong-nam, com base em uma mostra obtida com seu filho", afirmou o vice-premiê Ahmad Zahid Hamidi.

Jong-nam, 45 anos, foi envenenado com o potente agente nervoso VX no dia 13 de fevereiro no aeroporto internacional de Kuala Lumpur.

Câmera de segurança mostra o ataque a Kim Jong-nam no aeroporto

  •  

A Malásia acusa uma vietnamita e uma indonésia de envenenar a vítima, e procura sete norte-coreanos, três dos quais poderiam estar escondidos na embaixada da Coreia do Norte em Kuala Lumpur e outros quatro teriam fugido do país.

Seul culpou Pyongyang pela morte, mas a Coreia do Norte rebateu as acusações e não confirmou oficialmente a identidade da vítima, que usava um passaporte com o nome de Kim Chol quando foi atacado.

A Malásia confirmou oficialmente a identidade na sexta-feira, mas se negou a informar na ocasião se as autoridades haviam obtido uma mostra de DNA de parente próximo, pela "segurança das testemunhas", afirmou o chefe de polícia Khalid Abu Bakar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos